Home

Como calcular as secões de uma treliça com estrutura simétrica e carregamentos diferentes?

Sou estudende do 5º período de arquitetura, e o professor de sistemas II passou uma trabalho para casota igual a pergunta que fiz, não sei, mas acho que é uma pegadinha, porquê é que uma cobertura, que o peso dos materias porquê telha, madeira etc.., são específicos e distribuidos uniformemente, pode ter cargas diferentes nos nós. ficaria grato por uma ajuda!

1 resposta

  • Publicada em 2008-05-12 por Anónimo

    Bem, em primeiro lugar, treliças não são utilizadas unicamente em coberturas, Portanto, a não ser que ele tenha especificado que são treliças de telhado, deve-se considerar trliças de uso universal e submetidas a quaisquer careegamentos. outrossim, as cargas que incidem acerca a treliça não são exclusivamente as do peso da cobertura, chamadas cargas permanentes, e que também podem não ser simétricas, dependendo do formato e da distribuição da cobertura pelas treliças que a sustentam. Existe também as chamadas cargas acidentais porquê o vento, que exerce pressões diferentes a barlavento e a sotavento, dependendo da sua direção e sentido, muitas vezes alternando o sentido do carregamento e causando pressão negativa (é por isso que ocorre o destelhamento em edificações fechadas, ou seja, sem ocorrência de pressão interna do vento). portanto, é provável e muito frequente ocorrer carregamentos diferentes nos nós de treliças simétricas.
    Quanto ao cômputo dos esforços normais das barras das treliças, você tem que empregar um dos métodos de operação para estruturas reticuladas. Os métodos principais são os da Seções de Ritter, mais utilizado quando se deseja calcular os esforços em exclusivamente algumas barras da treliça, o método gráfico de Maxwell-Cremona, mais espargido porquê Cremona, que calcula todas as barras através de uma épura em graduação, utilizando os valores das cargas conhecidas e a direção das barras (direção dos esforços a serem calculados), e o método de Equilíprimor nos Nós, este o melhor, só que temos de montar e resolver um sistema de equações lineares (n equações para n barras) e, portanto, só é viável por computador.
    Calculados os esforços normais em todas as barras, segmento-se para o dimensionamento das mesmas que consiste, basicamente, em calcular a espaço da sua seção transversal, dividindo-se o esforço normal pela tensão admissível do material a ser utilizado (à tração ou à compressão, dependendo do caso).

Utilize o formulário para responder a esta pergunta